UNIPAZ - Universidade Internacional da Paz | Universidade Holística Internacional | Campus Rio de Janeiro

pontifexEDIÇÕES ANTERIORES - Revista Pontifex: ciência, filosofia, arte e tradições sapienciais


Volume 01, Número 01 | Janeiro - Junho 2014          
 setaVOLTAR AO ÍNDICE


artigo ARTIGO:

CURAR X CUIDAR: UMA REFLEXÃO SOBRE A INSERÇÃO DE UM AMBULATÓRIO DE
CUIDADOS PALIATIVOS DENTRO DE UM HOSPITAL GERAL
MARIA CRISTINA FREITAS DE CASTRO

Resumo
Com o aumento na incidência de doenças crônico-degenerativas, grande número dos pacientes ao receber o diagnóstico de câncer, estará em estágio avançado necessitando de assistência paliativa. Vários fatores são identificados como importantes na qualidade da assistência prestada, repercutindo na qualidade de vida e autonomia, pilares da filosofia dos Cuidados Paliativos. Dentre eles a autora destaca a extrema debilidade funcional com que são encaminhados ao ambulatório como dificultador da expressão desta autonomia. Esta demora no diagnóstico se daria por dificuldades próprias do Sistema Público de Saúde e também por questões da formação deste profissional, inerentemente cartesiana, que dificultaria o lidar com a comunicação de notícias difíceis, com a morte em si, e com a transdisciplinaridade que proporciona um olhar holístico sobre o sujeito que enfrenta uma doença ameaçadora da vida. A autora sugere uma mudança no paradigma do cuidar através de uma formação profissional focada na inteireza do ser humano.

Palavras-chave: Cuidados paliativos; autonomia; qualidade de vida; transdisciplinaridade.

Abstract
With the increased incidence of chronic degenerative diseases, large numbers of patients will receive a diagnosis of cancer at an advanced stage requiring palliative care. Several factors have been identified as important in the quality of care, impacting on quality of life and autonomy, pillars of the philosophy of palliative care. Among them, the author highlights the extreme functional impairment that the patients are referred to the clinic as impediment to the expression of this autonomy. This delay in diagnosis happen because of difficulties in the public health system and also for reasons of professional training, essentially Cartesian, making it difficult to handle the communication of difficult news, with death itself, and to the transdisciplinarity that provides a holistic view on the person facing a life-threatening disease The author suggests a change in the paradigm of care through training focused on the wholeness of the human being.

Key words: palliative care; autonomy; quality of life; transdisciplinarity.

Como citar:
CASTRO,Maria. Curar X Cuidar: uma reflexão sobre a inserção de um ambulatório de cuidados paliativos dentro de um hospital geral. Revista Pontifex: ciência, filosofia, arte e tradições sapienciais, Rio de Janeiro, v. 01, n. 01, jan./jun. 2014. Disponível em: www.revsitapontifex.org.br.

setaVOLTAR AO ÍNDICE