UNIPAZ - Universidade Internacional da Paz | Universidade Holística Internacional | Campus Rio de Janeiro

pontifexEDIÇÃO ATUAL - Revista Pontifex: ciência, filosofia, arte e tradições sapienciais


Volume 01, Número 02 | Ano 2015  
        
 setaVOLTAR AO ÍNDICE


artigo ARTIGO:

RECONHECENDO NOSSA ADULTEZ: REFLETINDO SOBRE O PROCESSO DE SER E ESTAR NO MUNDO.
Autor: Thais Publio de Camargo Bittencourt

Resumo
O presente artigo é uma reflexão sobre a crise que estamos passando como seres vivos neste planeta e como seres humanos em busca de consciência. Vemos um mundo estruturado nos parâmetros da Idade Moderna desabar em falência de valores e fundamentos. É preciso buscar uma nova consciência de ser no mundo. Reconhecer que mudamos e podemos assumir nossa ADULTEZ. Passamos muito tempo acreditando que deuses ou um deus, e até mesmo a ciência, decidiriam nossas vidas e ancoramos em co-responsáveis para nossas vitórias e derrotas. Chegou o momento de assumir a responsabilidade de nossos atos e nos vermos com seres potentes capazes de decidir que mundo queremos viver, assumindo, assim, a responsabilidade da vida que está em nós e fora de nós. Somos seres que inevitavelmente tem capacidade de ser consciente, e, buscar isso, é seguir a nossa natureza.
Como nos entender neste mundo? O que somos nós? Como podemos agir? Ou melhor, como, principalmente, podemos interagir com o todo?
Em busca destas respostas buscamos refletir sobre nossa nova postura no mundo e a relação com o outro, com o todo e com vida. Encontramos caminhos e fundamentos para que cada um possa tomar para si sua parte, sem paralisar-se em julgamentos ou justificativas. Esta nova postura propõe a entrega ao movimento que é a vida e a participação de forma adulta co-criando com o cosmos.

Palavras-chave: Relação/ movimento/ adulto/ consciência/ responsabilidade/ vida/ cuidado/ Eu e Outro/ cosmos/ existência/ vibração/ Todo.

Abstract
This article is a reflection about the crisis that we are going through as living beings in this planet and human beings in search of conscience. We see a structure world in the parameters of Modern Age fall in failure of values and base.
We need to search for a new conscience for being in this world. We need to recognize that we changed and that we can assume our adulthood. We spent a lot of time believing that Gods or God or even science, will decide our lives and we ground being co-responsible to our victories and defeats.
But now is the moment to assume the responsibility of our acts and to see us as potential humans that are capable to decide in which world we want to live, definitively assuming that the responsibility of life that is within and outside us. So, as human, we inevitably have the capacity of being conscious and that search is our nature.
How to understand ourselves in this world? Who are we? How can we act? Or even better, how will we be able to interact with totality?
In search for those questions we need to reflect about our attitude towards the world, towards others humans, with every one and with life. We need to find our paths and foundation so each of us will be able to take for ourselves all responsibility without becoming paralyzed on judgments or justification. This new posture suggests surrendering to the movement that is life and involvement in co-creating with the Cosmos.

Key words: Relashionship/ adult/ conscience/ responsability/ life/ Me and the other/Cosmos/ existence/ vibration/ totality.

Como citar:
BITTENCOURT, Thais. Reconhecendo nossa adultez: Refletindo sobre o processo de ser e estar no mundo. Revista Pontifex: ciência, filosofia, arte e tradições sapienciais, Rio de Janeiro, Vol.1, n. 02, 2015. Disponível em: www.revsitapontifex.org.br.

setaVOLTAR AO ÍNDICE